Factos estranhos do estranho Mundo em que vivemos

Sexta-feira, 03 de Junho de 2011

 

Bom dia caros visitantes do "Olhos Esbugalhados".

 

O insólito de hoje leva-nos a pensar nos perigos do consumismo desenfreado e na incapacidade dos seres humanos em reconhecerem a saúde e a vida como os bens mais preciosos de que podem usufruir. Lamentavelmente quando percebem o seu erro é quase sempre tarde demais. De seguida o artigo retirado do "Correio da Manhã":

 

"Xiao Zheng, de 17 anos, que não conseguia comprar um Ipad2, símbolo de riqueza na China, decidiu responder à uma publicidade na internet que oferecia dinheiro as pessoas saudáveis na troca de um rim.

 

O adolescente disse à 'Shenzhen TV' na província do sul de Guangdong que “queria comprar Ipad2, mas não tinha dinheiro”.

                

Xiao viajou da cidade de Chenzhou, na província de Hunan, onde foi operado e o seu rim retirado num hospital local. O jovem recebeu alta três dias depois com cerca de 1.300 euros.

 

Regressando a casa, Xiao comprou um Ipad e um Iphone. Desconfiando a origem dos aparelhos, a mãe quis saber a sua origem. “Quando voltou, tinha um Ipad2 e um Iphone e quis saber como é que adquiriu tanto dinheiro”, disse a mãe do Jovem.

 

Xiao confessou então à sua mãe e mostrou-lhe a sua enorme cicatriz. A polícia foi chamada mas não conseguiu deter os três homens que tinham organizado a operação.

 

Desde então, o adolescente tem sofrido complicações desta operação."

 

sinto-me:
publicado por Lígia Laginha às 10:22

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




mais sobre mim
pesquisar
 
Junho 2011
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

16

19
25



Últ. comentários
lol!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!mas tb :S:S:S:S:S...
Nao me importava se ele entrasse no meu quarto ass...
Recuperar ursos bêbados deve ser bem mais fácil do...
Que chinezisse
Ao preço que está a gasolina por cá este remédio f...
Também pensei exactamente o mesmo Beijocas
Para além de persistente, nota-se que é sul-corean...
arquivos